O título do blog tem amplo significado. Tanto o autor como o presente espaço estão em constante construção.
(Afinal, somos seres inconclusos...). O blog vem sendo construído periodicamente - como todo blog - através da postagem de textos, comentários e divagações diversas (com seu perdão pela aliteração).

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Imagine se alguém te dissesse que sua mãe é virgem...

Por vezes nos deparamos com pessoas que teriam tudo para estar com um sorriso estampado na face ou, no mínimo, demonstrando simpatia ou gratidão em seu semblante. No entanto, vivem como se estivessem constantemente de mal com a vida. Pessoas que, conquanto vivam rodeadas de conforto, com plena saúde, no entanto seu mundo interior é um absoluto caos. Pessoas que se declaram confusas, injustiçadas, enfraquecidas, numa  infinda crise existencial.
Para que tais pessoas revejam seus infundados motivos de tristeza e revolta, se faz necessário lançar a elas alguns questionamentos:
- Se você anda confuso pelas palavras que tem ouvido de seu próximo, imagine se alguém te dissesse que sua mãe deu à luz a você sendo virgem?
- Se você se sente fraco, acha que as provações tem sido grandes demais, imagine se você jejuasse por 40 dias, e logo em seguida fosse tentado a transformar pedras em pão, tendo poder para isso. Como você se sentiria, ou qual seria sua reação?
- E se você fizesse somente o bem, curasse multidões de enfermos e libertasse incontáveis oprimidos e, depois disso, ouvisse comentários do tipo “Ele faz tudo isso pelo poder de Belzebu”?
- E se você estivesse dentre seu povo promovendo a paz, ensinando o amor e o perdão, abençoando a todos e mesmo assim fosse rejeitado por eles?
- E se você convivesse com doze pessoas por ti escolhidas e se assentasse à mesa com elas sabendo que, dentre esses, um te negaria e outro te trairia? Você conseguiria amá-los mesmo assim?
- Se reclama da inconstância e falsidade das pessoas que o cercam, imagine se num dia o povo espalhasse ramos de árvores pela estrada para sua passagem, te bendizendo em alta voz e, poucos dias depois esse mesmo povo bradasse: “crucifica-o!!!”...
- Se você se acha ou se sente perseguido sem motivo em seu lar, em seu trabalho, ou mesmo na igreja, imagine se você fosse escarnecido, esbofeteado, açoitado e, por fim crucificado sem merecer tão grande castigo...
Pare de reclamar. Olhe para Jesus, nosso Senhor e Salvador, Autor e Consumador da nossa fé. Sob o ponto de vista meramente humano Ele sim, teria motivo para reclamar. Mas não reclamou. "Ele foi oprimido, mas não abriu a boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca" (Isaías 53.7).
Suportou todo o sofrimento até o fim, sem reclamar, por amor a você. "... sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. Mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens" (Filipenses 2.6,7).
Viva olhando para frente. Ele veio para que tenhamos vida, e a tenhamos com abundância.
Que o Senhor te abençoe e te guarde.
Soli Deo Gloria
Alessandro Cristian

Um comentário:

  1. Um tapa na cara dos revoltadinhos e rebeldes sem causa.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião...
Que Deus muito o abençoe.